COMP
A A A

COMP

Grupo de Pesquisa em Comunicação, Internet e Política

O Grupo de Pesquisa em Comunicação, Internet e Política da PUC-Rio (COMP) trata dos efeitos da comunicação política digital na democracia brasileira. Nesse contexto, analisa impactos e potencialidades da Web nos planos institucional, representativo, informativo, participativo e deliberativo da política no Brasil. O COMP é vinculado ao Programa de Pesquisa em Comunicação Social do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio.


29.10.13

Grupo de Pesquisa em Comunicação, Internet e Política

A pesquisa desenvolvida no grupo, que é ligado à PUC-Rio, busca refletir sobre os efeitos da comunicação midiatizada no mundo da Política. Nesse sentido, inclui estudos sobre representações da política e os sentidos que a política ganha no espaço midiático, bem como análises sobre os significados de conceitos como democracia, federalismo, nacionalismo, patriotismo, entre outros, nas múltiplas narrativas midiáticas. Em especial, trata do potencial de transformação da comunicação política via internet, analisando e propondo iniciativas digitais em torno de temas como representação política, transparência, prestação de contas, educação (literacy), informação, inclusão, deliberação, mobilização, participação, governo e governância. Nesse sentido, o projeto se coloca como uma “sociologia interpretativa” ou uma análise “do sentido e do significado social das coisas” (JENSEN; JANKOWSKI, 1991). Partilha da noção ritualística de comunicação de James Carey ([1989]2009) e segue a linhagem dos estudos culturais (HALL, 1980; 1997), entendidos como reflexões colocadas sobre a realidade social, inclusive política, percebendo-a como um conjunto de significados socialmente compartilhados. No que diz respeito ao ambiente da internet, a pesquisa reconhece o “potencial vulnerável” da rede de incrementar a comunicação pública e o ambiente político e abraça a necessidade de “imaginação institucional” à perspectiva normativa (COLEMAN; BLUMLER, 2010). Tem como objetivos refletir sobre os efeitos da comunicação midiatizada no mundo da Política e analisar representações da política e os sentidos que a política ganha no espaço midiático, Em especial, procura tratar do potencial de transformação da comunicação política via internet. Dessa forma, abraça metodologias qualitativas e quantitativas de trabalho, privilegiando a definição do “o que” e do “por que” antes da escolha do “como” (JENSEN; JANKOWSKI, 1991). Posiciona-se na heterodoxia epistemológica de modo a perceber o real como um conjunto de significados compartilhados e sua abordagem analítica como uma ação assumidamente subjetiva. Assim, busca-se ressaltar a análise de narrativas midiáticas que lidem com temas da política ou que têm a própria política, em si, como tema. Dadas as múltiplas possibilidades do ambiente, tais representações e instituições podem se configurar em textos, sites, imagens e sons disseminados por distribuição material ou digital, ou mesmo em combinações convergentes. Em paralelo à análise acadêmica mais geral, a pesquisa favorece e incentiva a produção de formas midiáticas para a rede, como sites, blogs, redes sociais, ferramentas e aplicativos, ou seja, iniciativas digitais voltadas para o incremento da política.